Lições dos Dançarinos Seminus

Partilho, para V. deleite, um vídeo e algumas lições:


1ª -

A liderança pressupõe não apenas uma grande capacidade visionária, como uma enorme coragem (que se traduz talvez numa postura de grande confiança): ir à frente do pelotão requer indiscutivelmente coragem.


Mas como tão bem ilustra o autor, há outro personagem crítico: o 1º seguidor, a quem não é exigida menos coragem. Não só é necessário que tenha o discernimento de identificar um projecto válido na iniciativa do líder, como também joga nesse apoio toda a sua credibilidade (quiçá mais débil que a do líder). Bem haja este 1º seguidor, que pese embora lhe seja atribuído muito menos crédito, ele é de facto tanto, ou mais necessário que o próprio líder.


2ª -

Quanto mais públicos forem estes primeiros sinais, mais rapidamente outros se lhe juntarão e com reforçado compromisso. A exposição aumenta o risco de "se perder a face" e é isso mesmo que se traduz, para aqueles primeiros corajosos, num reforçado compromisso com o movimento. Falhar deixa de ser uma opção. Não há nada mais pesado que o olhar dos nossos pares.


De resto, deixo-vos com as palavras do autor, Derek Sivers.



“Ladies and Gentleman: That is how a movement is made!

(...) If you are a version of the shirtless dancing guy, all alone, remember the importance of nurturing your first followers as equals, making everything clearly about the movement, not you. Be public, be easy to follow. (...) There's no movement without the first follower. (...) When you find a lone nut doing something great, have the guts to be the first person to stand up and join in.„

2 visualizações

Claudia Pargana Consultores lda | claudia.pargana@gemba.pt |+351 916877416

  • Linkedin | Claudia Pargana